Follow by Email

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Meu Ciclo

       Parece que tudo e todos estão contra mim, mesmo quando faço tudo certo, dizem que está tudo errado, tento ser feliz da melhor maneira possível, mas conseguem me fazer um jeito de me deixar triste.Com isso acabo me perdendo, e me vejo diante de uma floresta escura e fechada, fazendo uma trilha que nem o mapa tenho em mãos.Nessas horas e outras nem sei mais em quem confiar.
       Conto meus segredos pessoais à algumas pessoas em quem confio e logo todas já estão sabendo, tento guardar apenas pra mim , mas não consigo preciso desabafar.Me afasto de tudo e de todos, conheço pessoas novas, e ai então vivo em um mundo novo, novos tempos, novos momentos, vivo novas emoções, experimento coisas novas e não me importo se estou errado ou certo, simplesmente vivo, sem medo de ser feliz, vivo em um universo totalmente diferente.Mas volta tudo como antes, é como um ciclo banal que me percegue em qualquer universo que for.As vezes acho que estou dentro de um filme de terror,daqueles que ficamos cara-a-cara com o monstro sem ninguém para nos ajudar, e subtamente chega um desconhecido e nos leva a um lugar desconhecido, e ai então descubro que é mais um inicio de um novo filme.Como eu disse: um ciclo banal.
        Estou vivendo o irreal.Paro, penso e me pergunto : "Pra que chorar em vão ? Não tenho mais porque viver !"
        Mas tenho medo, medo de que pra onde quer que eu vá, em todas as dimensões, em novos mundos e universos, talvez seja igual, a minha fria e duentil Realidade ou até mesmo pior.Isto é fato ! Nasci pra sofre...Sofrer por amos, amizades perdidas ? Talvez sim, mas são tantos motivos que simplesmente sofro.Sofrimento, apenas umas das consequencias que fantasmas do passado trouxeram para me assombrar.Por exemplo : não ter aproveitado os momentos ao lado das pessoas que realmente amei, mas não foi minha culpa, elas não me amavam, não me queriam por perto.
        Hoje penso em como seria se me amassem ou ao menos me quisesem por perto, provavelmentenão sofreria, provavelmente não estaria escrevendo textos enormes e desabafando , por não ter com quem falar.A cada dia que passa, minhas esperanças acabam , mais relembro de tudo que passei, isso me dá forças, tento lutar para que uma unica pessoa que sempre amei, me ame também.Mas minhas forças não são suficientes e acabam rapidamente antes mesmo de começar, e fico lá sozinho no mundo, exposto a perigos, ao relento, sem ninguém para ao menos me estender a mão.
        Vejo que velhas mágoas nem importam mais, e sigo minha vida, esquecendo o passado e vivendo um novo presente, para que meu futuro seja diferente e que em próximas reencarnações sejam melhores esse terrivel ciclo não continue.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Um Amor



  • 1° ano do colegial: Enquanto sentado na aula de inglês, eu admirava a garota ao meu lado. Ela era a minha tão chamada "melhor amiga". Eu admirava o seu lindo cabelo longo e sedoso, e desejava que ela fosse minha. Mais ela não me via com estes olhos, e eu sabia disso. Depois da aula, ela veio em minha direção e me pediu pelas minhas anotações, pois tinha perdido a aula passada, e eu as entreguei a ela. Ela disse "obrigada" e me deu um beijo na bochecha. Eu queria dizer a ela ... Eu quero que ela saiba que eu não quero que sejamos apenas amigos, eu a amo, mais ou muito timido.

  • 2° ano do colegial : O telefone tocou. Do outro laod da linha era ela. Ela estava em prantos, murmurando continuamente sobre seu coração que fora partido por seu amor. Ela me disse que eu fosse vê-la porque não queria ficar só, então eu fui. Assim que sentei ao seu lado no sofá, eu me fixei em seu suave olhar, desejando que ela fosse minha.Após duas horas, um filme da Drew Barrymore, e três sacos de salgadinho, ela decidiu ir dormir. Ela olhou para mim e disse "obrigada" e me deu um beijo na bochecha. Eu quero dizer a ela ...

  • 3° ano do colegial : Na véspera do baile de formatura ela foi até o meu armario. " O meu par está doente". ela disse; " e ele não vai melhorar". Eu não tinha companhia. Fizemos um pacto que se nenhum de nós tivesse companhia para o baile, iríamos juntos como "melhores amigos". Então fomos.

  • Noite do Baile : Após tudo ter terminado, eu estava em pé, parado, na porta da casa dela! Eu a fitei enquanto ela sorria pra mim e me fitava com seus olhos de cristal. Eu quero que ela fosse minha, mas não pensa em mim dessa forma, eu sei disso. Então ela disse : " Foi o melhor momento da minha vida , obrigada" e deu-me um beijo na bochecha. Eu quero dizer a ela, não quero que sejamos apenas amigos.

  • Dia da Formatura : Um dia passou, depois uma semana, depois um mês. Antes que eu pudesse piscar, era o dia da formatura. Eu olhei enquanto seu corpo perfeito flutuava como um anjo até a plataforma para pegar seu diploma. Eu queria que ela fosse minha, mas ela não me via dessa forma, e eu sabia disso. Antes que todos se dirigissem aos seus lares, elaveio até mim em seu traje de formanda e chorou enquanto eu a abraçava. Então ela levantou a cabeça do meu ombro e disse : " Você é meu melhor amigo, obrigada" e me deu um beijo na bochecha. Eu quero dizer a ela ...

  • Alguns anos depois : Agora estou sentado no banco da igreja. Aquela garota está se casando agora. Eu a vi dizer "sim" e seguir em frente, rumo a sua nova vida, casada com outro homem. Eu queria que ela fosse minha, mais ela não me via dessa forma, e eu sabia disso. Mais antes que ela partisse ela veio até mim e disse : "Você veio!". Ela disse " Obrigada" e beijou-me na bochecha. Eu quero dizer a ela, eu quero que ela saiba que não quero que sejamos apenas amigos, e eu a amo, mais sou muito timido, e não sei por quê.

  • Funeral : Anos se passaram, e eu olho pro caixão de uma garota que costumava ser minha "melhor amiga". Na cêrimonia, leram a entrada do diário dela, escrito na época do colegia. Isto foi o que leram :

  • " Eu o admiro desejando que ele fosse meu, mas ele não me vê dessa forma, e
    eu sei disso. Eu quero dizer a ele, eu quero que ele saiba que não quero que
    sejamos apenas amigos. Eu o amo, mais sou muito timida, e não sei por quê. Eu queria que ele disesse que me ama!"






    BY: http://onlylovepoemstoyou.blogspot.com/